sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Nerdeando: Animes com temática Gótica

Olá queridos seres da noite, como perceberam ando meio sumida, mas desde ontem estou tentando voltar a postar coisas legais por aqui!
Bom como sei que alguns de vocês tem uma certa admiração pela cultura Japonesa (assim como eu ^^ ) e o jeitão alternativo que eles tem, resolvi postar hoje uma lista de animes com a temática voltada para a nossa subcultura, são mais sombrios, misteriosos, e até meio sangrentos, mas muitos tem seu lado romântico. A maioria eu já assisti e recomendo e alguns estou louca pra assistir! Espero que gostem.

Kuroshitsuji:



Em uma mansão nos arredores de Londres, na era Vitoriana, o mordomo Sebastian Michaelis serve a Ciel Phantomhive de 12 anos de idade e o cabeça de uma família nobre inglesa dona de um império de brinquedos e doces, que atua diretamente com a Rainha. Sebastian realiza todas as tarefas de seu mestre, solucionando problemas que importunam a Inglaterra com facilidade e perfeição, por causa de sua linhagem demoníaca e do contrato com seu Mestre.

Vampire Knight:



A memoria mais recente de Yuki é a de um noite tempestuosa onde ela era atacada por um Vampiro... Depois resgatada por um outro. Agora, 10 anos depois, Yuki Cross, filha adotiva do diretor da Academia Cross cresceu e tornou-se guardiã dos vampiros protegendo o salvador dela, Kaname, de descobrirem que ele dirige um grupo de vampiros da escola de elite mais próxima. Neste mundo de segredos nada parece ser o que é. E o preço de ser traído pode lhe custar a própria morte.

Vampire Hunter D:



No séc. 12, 90 d.C. a tecnologia e o sobrenatural tomaram por completo o mundo, mas graça a ambição ardosa dos humanos, o mundo permanece desolado e sobre o domínio de déspotas. 
O que sobrou da raça humana foi dividida em varias cidades e vilas, vivendo com medo dos vampiros que compõem a nobreza, desviando e se escondendo dos monstros.
Em uma noite, após 5 dias em que o Conde Magnus Lee tomou a força do sangue de Dorians Lang e a escolheu como sua próxima esposa, ela contrata um caçador de vampiros que atende pelo nome de "D" pra cuidar de um destino doentio. Como um dhampir (metade humano e metade vampiro) existe uma ligação eminente entre o caçador e sua caça. Mas o Conde acaba também por descobrir que também existe um segredo peculiar no passado do Caçador de Vampiros D.

Dance in the Vampire Bund:



A história gira em torno de Mina Tepes, a princesa regente de todos os vampiros, e seu protetor Akira. Como outros vampiros, Mina ficou escondida com seu povo por muitos anos. Buscando acabar com os séculos de isolamento, Mina consegue permissão para criar um distrito especial para vampiros. "The Bund", na costa da costa do Japão, pagando a totalidade da dívida nacional do governo Japonês. Mina então revela ao mundo a existência dos vampiros e seu desejo de ambas as raças poderem viver juntas. As tensões, no entanto, estão em alta, como os seres humanos tem medo e facções de vampiros extremistas começam a interferir no desejo de Mina para a paz com o mundo humano.

Another: (assistindo)



Em 1972, havia uma estudante chamada Misaki na escola Yomiyama na classe 3 do 9° ano. Uma estudante honorária que também era boa em esportes, Misaki era muito popular entre seus colegas e até os professores tinham afeição por ela. Quando Misaki morre inesperadamente, a classe 3 do 9° ano decidiu continuar agindo como se ela ainda estivesse viva. Contudo, quando a foto da graduação da sala foi tirada, eles viram na foto alguém que não deveria estar lá: Misaki. Na primavera de 1998, o estudante do nono ano, Sakakibara Kouichi, 15 anos, se muda de Tokyo para Yomiyama, a cidade natal de sua mãe, devido a seu pai ter ido trabalhar na Índia. Sua transferência foi para a escola Yomiyama classe 3 do 9° ano. Por causa de um Pneumotórax Kouichi teve que ser hospitalizado bem quando as aulas iriam começar. Durante sua hospitalização os representantes de sala Kazami Tomohiko,Akazawa Izumi e Sakuragi Yukari o visitam. Antes que ele fosse liberado, Kouichi conhece no elevador uma garota vestida com o mesmo uniforme de sua escola e um tapa-olho. Ela vai até o subsolo do hospital, onde é localizado o necrotério, dizendo que ela precisa entregar algo à sua "outra metade" . Seu nome: Misaki Mei. Kouichi finalmente começa a frequentar as aulas e tenta se adaptar, mas não consegue deixar de notar o comportamento estranho de seus colegas. Mei, a garota que conheceu no hospital, pertence à mesma classe mas sua mesa parece velha e diferente do resto. Ela está sempre sozinha e ninguém parece se importar com sua presença ou tentar falar com ela. Inicialmente Kouichi imagina que seria um caso de Bullying, mas percebe que até os funcionários e professores da escola agem da mesma forma. Ele também nota que a sua classe é a única que pratica educação física separada (no Japão normalmente se praticam várias classes misturadas). Kouichi pergunta sua tia Reiko e seus novos amigos Tomohiko e Teshigawara sobre Mei, no entanto, eles simplesmente o avisam para que "pare de andar por aí com alguém que não existe". Sua tia também o introduz as lendas urbanas e às "regras" da classe 3 do 9° ano. Enquanto isso, misteriosas mortes acontecem. Ele passa a saber sobre o "Incidente Misaki" há 26 anos atrás em 1972 e também descobre que, na mesma época, sua mãe foi estudante nesta mesma classe. Com o clima ficando sombrio ao seu redor, Kouichi e seus amigos tentam descobrir a história por trás do incidente de 1972 e a "calamidade" que assombra a classe 3 do 9° ano desde então.

Le Portrait de Petit Cossette:
(ainda não assisti mas estou louca pra assistir)



Eiri, um jovem dono de um renomado antiquário, recebe uma bela taça para seu acervo. No entanto, esta vem possuída pelo espírito de uma menina que há 250 anos fora assassinada por Marcelo, um pintor apaixonado por ela.
Vendo em Eiri a reencarnação de Marcelo, Cossette, o jovem espírito, tem nele a chance de se libertar, apesar do amor que ainda lateja em ambos. Mas nada é fácil, e com a chegada de Cossette ao antiquário, todos os espíritos dos objetos que a acompanharam procuram em Eiri uma vingança pelos pecados dele cometidos em vidas passadas, restando apenas a ajuda de Cossette.
Considerado um dos poucos animes realmente góticos, prima pelo bom cenário e trilha sonora mais que adequada. Gera uma certa polêmica, dada a aparência de Cossette, uma criança, e seu relacionamento com Marcelo/Eiri, um adulto. Segundo alguns, o quadro que o jovem protagonista da série pinta de Cossette revela na verdade o que acontece na mente do rapaz, uma paixão pela obra a nível wildeano (vide O Retrato de Dorian Gray).

Pet Shop of Horrors:


Count D, um calmo e interessante dono de um pet shop em uma área chamada Chinatow, vende animais raros e difíceis de encontrar para pessoas que desejam algo especial, mas com cada venda vem um contrato.
Se as regras do contrato forem seguidas, tudo correra bem, mas se alguém por acaso quebrar as regras do contrato, o pet shop não pode ser responsabilizado por qualquer coisa infeliz que pôde acontecer. 
Leon Orcot, um detetive de homicídios, ligou várias estranhas e inexplicáveis mortes a uma única coisa em comum, todos eram clientes do pet shop de Count D, e ele ira entender por que.


Bom gente, recomendo, se quiserem assistam online, ou baixem, mas não deixem de assistir por que são muito bons, pelo menos na minha opinião... Já assistiram algum desses? Discordam da minha opinião? Deixem um comentário aqui no Blog!

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

A fase Mainstream do "gótico"... (Desabafo)

Bom gente, vim hoje pra falar um pouco das coisas que tenho visto bastante atualmente, que me faz sentir um pouquinho de revolta e dor no peito só de ver. Garotos e Garotas se dizendo "góticos" sem ao menos saber como a subcultura surgiu, que acham que é só ouvir Nightwish e Epica  e já são góticos... Gente deixando bem claro aqui, por favor não confundam, NIGHTWISH e EPICA NÃO SÃO BANDAS GÓTICAS, sim são bandas que tem uma sonoridade que alguns góticos gostam por causa do melódico e lírico, mas não são bandas góticas. 
Me pergunto todas as vezes se esses pseudo góticos já ouviram falar das bandas que deram a origem, como Bauhaus, The cult, The cure, Siouxie... Gente é absurdo!
Acham que só por que se vestem de preto, rendas, batons escuros, maquiagem escura, cabelo colorido, piercings, por que se dizem tristes, isso é uma imagem, mas não é necessariamente a imagem do gótico, nem todo gótico só se veste de preto, nem todo gótico vive indo a cemitérios, nem todo o gótico é triste constantemente (gente tristeza constante é doença, é depressão, PROCUREM UM MÉDICO), nem todo gótico se fantasia de vampiro pra sair na mer** da rua num sol quente de rachar!




PRA MAINSTREAM ISSO É GÓTICO



E o que é que o título haver com isso? Bom a palavra MAINSTREAM, significa gosto corrente da maioria da população, atualmente referindo-se às artes em geral (músicaliteratura, etc.). Ou seja, aos poucos as subculturas estão virando "modinha" pra nova geração, o que é triste! Essas pessoas antes de se rotularem não estão nem ao menos procurando saber o que é de verdade, as músicas,o estilo, o surgimento, a ideologia em geral vem sendo esquecida!

O que vem me irritando bastante também são os olhares tortos dos Mainstream pra minha singela pessoa (*cofcof*). Bom meu Facebook tem o mesmo nome desde o começo lógico, mas minhas fotos mudaram um pouco, meu visual no dia a dia precisou mudar como o de muitas pessoas desse mundo alternativo, por causa de estágio/emprego... Conheço muitos góticos que não saem todo de preto pro trabalho de olhos e batom escuro, até por que é muito desconfortável trabalhar cheia de maquiagem na cara e roupa preta no sol quente da moléstia (lembrando que sou nordestina e aqui é calor o tempo inteiro) então meu estilo quando vou trabalhar e vou pra casa do Namorado é muito mais relaxado, o que muda quando vou pra meus shows, gosto de espartilhos, coturnos, gargantilhas... Uso minhas roupas quando convém e pronto, DANE-SE SE ESTÃO ACHANDO RUIM POR**! NÃO VOU MORRER DE CALOR NEM COM A CARA DERRETENDO DA MAQUIAGEM POR CAUSA DE NINGUÉM, continuo sendo a mesma, só que com uma responsabilidade maior só isso!



Ah! E espero que tenham gostado do visual novo do Blog, tava precisando dar uma mudada ;)