sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Gótico até no Verão? † Gothic Summer

Olá minhas Ladys e Lords, em um dos posts anteriores eu falei um pouco da dificuldade que o gótico daqui do nordeste passa, que você pode ver por aqui.
Contudo foi tão bem aceito que recebi alguns emails pedindo que eu falasse um pouco mais sobre o assunto, mas principalmente como passamos aqui com o calor!  Então juntamente com a Michaelle do Blog Michaele's Design, que também é alagoana porreta como eu, montamos um projetinho de Looks que podem te ajudar a passar o calor, que chega a ser infernal, sem perder o estilo!




Bom como todos sabem o nordeste é o local que tem mais sol, e praias de todo o país e consequentemente também é uma das regiões mais quentes. O pessoal costuma dizer que aqui as 4 estações do ano são: verão, calor, quentura e mormaço kkkkk, mas esse verão começou assim aqui na capital de Alagoas:



Piadinhas a parte é praticamente  verdade. Muita gente que adere ao estilo alternativo tem dificuldade com roupas e acessórios, mas não só pelo calor, mas também na questão de variedades. Como havia falado anteriormente são poucas as lojas que vendem coisas ao nosso gosto, e ainda assim as que vendem os preços são absurdos, daí o que temos  normalmente são roupas customizadas, o que não é tão ruim assim, pois a peça se torna de certa forma uma peça única e com um determinado valor sentimental, pelo simples fato de que foi VOCÊ que fez! E também tem as coleções de inverno que chegam com bastante preto, vermelho, casacos, cinzas, roxos, caveiras e mais coisinhas legal que dá pra usar, mas não no verão, obvio! Por isso as regatinhas pretas pintadas a mão, com patches, ou cortes definidos são uma boa opção pra enfrentar o calorão daqui.

Portanto está aqui o primeiro look do projetinho que estou fazendo com a fofa Michaele.




 Nada melhor pra encarar o calor do que uma única peça fresquinha, por isso estou usando um vestidinho de malha com listras, bem fresquinho.


Se você for uma viciada em meias e mora nesse calorão sabe bem o quanto meias calças esquentam, nesse caso creio que é essencial  ter uma meia arrastão de tramas maiores, pra não esquentar tanto, e um coturno de cano médio ou baixo! No caso desse meu é um militar bem antiguinho, que eu amo pelo conforto!



A meke sugiro algo muito simples, um batom preto, o que estou usando é o da Color Make, e um delinador a prova d'água (delineador em gel Marchetti a prova d'água), o delineado que fiz foi simples.



Não exagere nos acessório, por que vai esquentar, eu garanto... Por isso só uma gargantilha simples de spikes e minha corrente de sempre com meu pentagrama!

Bom minhas Ladys e Lords é isso... terão outros looks durante o verão. Espero que tenham gostado e até a próxima postagem!

Para ver o Look da Michaele clique AQUI!

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Gothic e Aristocrat Lolita

Olá minhas Ladys e Lords, percebi que tenho falado muito pouco dos subestilos da moda gótica aqui, mas hoje resolvi voltar... Lembrei olhando as postagens antigas do blog aqui que ainda não tinha falado direito sobre as Gothic Lolitas ou Gothic Lolis e decobri as Aristocrat Lolis, como queiram chamar e resolvi estudar um pouquinho e falar da minha visão sobre esses estilos pra vocês!





GOTHIC LOLITAS:

Bem as Gothic Lolitas são um sub estilo da moda urbana Lolita que já tem nas roupas inspiração, em sua maioria, pela moda vitoriana, rococó ou edwardiana, mas com uma ar voltado pra subcultura gótica, desde acessórios e vestuários, até mesmo a música de lá!
Normalmente suas vestes são: comprimento da saia por volta da altura do joelho, saia em formato de sino, ou seja, com bastante volume, recato (roupas comportadas). Elas procuram se portar de forma mais sóbria e elegante mantendo uma aparecia medieval e ao mesmo tempo um tanto fofa! (Kawaiii ). Muitas também costumam usar corsets (under ou overbust), que no final das contas é umas das peças chaves no vestuário feminino dentro da subcultura gótica, não importando muito a forma que se usa, mas é uma peça essencial dentro do guarda roupa feminino e masculino! Mas não é qualquer tipo de corset que se usa para esse subestilo,  são mais delicados, rendados e brocados tudo muito sutil e normalmente suas saias são usadas por cima do corset, dando uma aparência de boneca de porcelana.



Sim eu havia falado na música, algumas chegam a escutar as músicas góticas que ouvimos aqui e amamos, mas muitas assumem seu gosto pelo Visual Kei (que por sinal TAMBÉM ASSUMO QUE ADORO), Oshare Kei e J-Pop, o que particularmente considero super normal, pois trata-se de algo próprio da cultura Japonesa!
Mana Sama (guitarrista da banda MOi dix Mois) um das Gothic lolitas mais conhecidas chegou a criar e divulgar ainda mais a moda com sua grife "Moi Même Moitié" que siginifica “Minha Mesma Metade”. Eu Já havia falado sobre o som da banda de Gothic Visual Kei aqui nesse LINK.

Roupa EGL


Em sua loja, sem sair do subestilo, Mana criou uma forma de classificação para suas roupas, são as Elegant Gothic Lolita (EGL) nas quais se classificam pelo tipo da roupa de estilo de moda Lolita, que no caso foi disceminada pelo músico e desenhista de moda japonês. Esse termo é muuuito confundido como se fosse um termo geral de moda Lolita e estilo Gothic Lolita na cultura de Lolita Ocidental. O nome "EGL" aplica somente à roupa no estilo Elegant Gothic Lolita, não a moda Lolita em geral. O nome diferente reflete a prevalência de cores brancas, pretas, e escuras em geral comuns à moda de gótica.

ARISTOCRAT LOLITAS:

Dentro da moda Urbana Japonesa também podemos observar o estilo Aristocrat Lolita, que eu considero dentre ele o mais sóbrio de todos! Este é um estilo muito mais maduro. Suas vestes são saias longas e não tem formato de sino, os sapatos e acessórios são minimamente fofinhos; o estilo é elegante à moda antiga, tipo, antiga mesmo coisa bem século XIX e tals. Os corsets também são muitos usados nesse subestilo.



Há também a classificação de EGA, ou Elegant Gothic Aristochrat, que se diferencia de EGL pela forma das roupas voltadas para o lado além de arítócrático, mas pelo principal fato de ser voltado para a androgenia, satisfazendo, assim, ambos os sexos na loja do Mana-Sama.

Obs: Gente não me façam vergonha se forem pro Japão... lá eles não utilizam essas classificações de EGL e EGA pra se referir a uma pessoa. Não vão chegar dizendo: "sou egl" ou "me vesti de ega". Os estilos vão continuar sendo sempre gothic lolita e aristocrat, ainda que as roupas usadas sigam as linhas Elegant Gothic Lolita ou Elegant Gothic Aristocrat da Moi-même-Moitié, que é onde se encontram roupas com essa classificação.





Bom gente é isso que eu consegui absorver dos estilos Gothic  e Aristocrat Lolita, eu realmente espero que tenham gostado! E até a próxima postagem.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Os dois ultimos Livros que li!

Oi Ladys e Lords, hoje eu venho trazer pra vocês uma coisinhas que nunca mais postei aqui no blog então resolvi falar de algo que eu amooooo muito: Livros!
 Eu amo demais ler e esses dois livros estavam na minha lista de espera a um booom tempo, e eu não estava conseguindo tempo pra ler, e com a Bienal do Livro desse ano, aqui em Maceió, aumentou mais dois livros na minha lista, que depois posto aqui pra vocês!

O PRIMEIRO: 





O primeiro livro que li, assim q arrumei um tempinho nesse ano foi o Amor Vampiro, que é composto de vários contos Vampíricos, escritos por: Adriano Siqueira, André Vianco, J. Modesto, Regina Drummond, Martha Argel, Nelson Magrini e Giulia Moon... Portanto não é um livro contínuo e sim um livro com vários contos diferentes, com estéticas diferentes e visões um tanto semelhantes, mas cada um deles desperta algo completamente diferente quando se está lendo, onde cada autor procura despertar o desejo de uma forma diferente, indo do medo ao erotismo moderado de alguns contos! Eu simplesmente RECOMENDO COM TODA A CERTEZAAA!

SINÓPSE pra dar um gostinho:

Amor! Por ele o homem foi levado a realização de grandes feitos. Mas também sob sua influencia cometeu grandes atrocidades.
Diante disto, o que aconteceria se tal sentimento dominasse um ser maléfico e que perambula pelas sombras buscando saciar seu desejo?
Adriano Siqueira, André Vianco, Martha Argel, J. Modesto, Nelson Magrini, Regina Drummond e Giulia Moon, ícones da literatura fantástica nacional, se reuniram pra responder a questão e desvendar o AMOR VAMPIRO!

O SEGUNDO:





Gente, na verdade esse segundo eu ainda não li ele todo pra resenhar a história dele 100%, coisa que farei assim q terminar, mas é o livro Bruxos e Bruxas de James Patterson e Gabrielle Charbonnet, que eu simplesmente em apaixonei pela arte da capa e pela sinopse... Sei que não é certo julgar um livro pela capa, até por que aprendi isso na prática, por isso leio a sinopse e parte do inicio do livro antes de comprar, caso me pareça interessante eu compro, e assim eu fiz!
Li coisa de poucas páginas do inicio e já estou ficando encantada com a historia de With, Wisty e a Nova Ordem! Pois é algo que eu venho prevenindo a todos a tanto tempo e eu realmente acredito que venha a acontecer daqui a bons anos... (Espero não chegar a ver isso), É uma história interessante de caça às bruxas em pleno século XXI!
Então minha opinião inicial é de puro e completo encanto e acho que dá pra recomendar pela intensão da história!

SINÓPSE para dar um gostinho:


É como entrar em um pesadelo. Do nada, você é retirado de sua casa, preso, e acusado de bruxaria. Parece século 17, mas é o governo da Nova Ordem, e está acontecendo agora!

Sob a ideologia da Nova Ordem, O Único Que É O Único mantém seu poder à força, sem música, nem internet, nem livros, arte ou beleza. E ter menos de 18 anos já é motivo suficiente para que você seja suspeito de conspiração.

Os irmãos Allgood estão encarcerados nesse pesadelo e, para escapar desse mundo de opressão e medo, terão que contar um com o outro e aprender a usar a magia.
Do autor best-seller James Patterson, Bruxos e Bruxas é uma saga para se ler... antes que seja tarde!



Bom gente é isso são esses os livros que li e estou lendo nesse fim de ano. Espero que tenham gostado!