quinta-feira, 31 de março de 2016

Eu Admiro, Eu Visto! - Universo Alternativo

Olá minhas Ladys e Lords, hoje tem projetinho do Universo Alternativo, com uma proposta feita pelo blog Corp. Gótica Ltda... ideia bem legal: Se vestir com um personagem ou pessoa que admiramos. 






Sempre existe um personagem que mexe com nosso coração. Admiração, carinho, paixão desenfreada, uma boa lembrança...são vários os sentimentos que uma simples pessoa da ficção pode nos causar! Seja em HQs, livros, filmes...queremos nos sentir como eles! E podemos! A ideia deste projeto é homenagear personagens que amamos, seja de livros, seja de filmes ou Hqs, fazendo uma releitura de nosso visual conforme o visual deste personagem. Não é um cosplay - é uma nova forma de ver aquele personagem, pelos nossos olhos!


Bom eu demorei um pouco para escolher uma referencia, por que são tantas opções legais e criativas... mas estava um pouco atarefada e admito que estava um pouco sem tempo, mas não quis perder de forma alguma! Então resolvi escolher uma referencia bem meu gênero, sou um tanto apaixonada por vilão, e que vilã melhor eu poderia escolher se não a Bellatrix Lestrange do Harry Potter. 



Além de completamente louca e sádica, possui um humor negro bem peculiar, além das roupas bem legais que ela veste no decorrer do Filme né então... Vamos lá!

Sendo umas das mais fiéis seguidoras de Lord Voldemort. Matou Dobby, Sirius, Tonks, torturou Hermione, mas mesmo assim diversos fãs idolatram ela. É casada com Rodolfo Lestrange, outro seguidor fiel de Voldemort. É irmã de Narcisa Malfoy e da "traidora-do-próprio-sangue" Andrômeda Tonks, prima legítima de Sirius Black e Regulus Black, tia de Ninfadora Tonks e Draco Malfoy.





Muito habilidosa com feitiços de combate, foi responsável por torturar, junto com o seu marido, o cunhado e o amigo (Bartô Crouch Jr.), os aurores Frank e Alice Longbottom até a loucura. Tal fato ocorreu após a queda de Lord Voldemort, líder dos Comensais. Achando que os dois aurores sabiam da localização de seu mestre, ela liderou a equipe que os torturou. No julgamento de Igor Karkaroff, outro Comensal, ela, o marido, o cunhado e Bartô estão presentes. Ali, declaram sua lealdade a Lord Voldemort e gritam que ele se reerguerá ainda mais poderoso (o que acontece em Harry Potter e o Cálice de Fogo). Ela e seus companheiros são presos e passam vários anos em Azkaban, até sua fuga no final do ano de 1995.


Bancando a Louca :3

Por ser uma personagem de Helena Bonhan Carter, linda, maravilhosa perfeita além de excelente atriz, já fiquei completamente apaixonada, a história da vilã então é maravilhosa, as característica que achei q tava pra ficar parecido foi só o cabelo mesmo kkk não estou muito afim de uma personagem com cabelos lisos q chapinha dá trabalho demais kkkk.
Então resolvi aproveitar a característica em comum e usar um pouquinho da criatividade que eu tinha por aqui !

Tá ai o detalhe do cabelo, que ficou super bagunçadinho porque fiz isso com ele completamente seco, simplesmente pensei, já que é pra bagunçar então vamo que vamo né?



A maquiagem usei coisas super básicas, uma base, corretivo pras olheiras que estão fo#@, um batom vinho, porque se fosse mais clarinho não ia ficar tão bom pra meu tom de pele, na minha opinião, sombras vinho e marrom escuro. Não fiz as manchas nos dentes por quer não sei, só não fiz!


Esta é a saia que estava usando e que não deu pra fotografar no corpo pois não tenho quem tire minhas fotos e minha câmera não tava boa, então foi no celular tudo mesmo! Essa sai eu usei na minha "festa de 15 anos" e que não me desfaço dessa por praticamente nadaaaannn, amooo mesmo. E sim eu tenho as luvas/mangas, mas aqui ta um calor da moléstia e resolvi não por, só por isso.

Bom gente eu espero que tenham gostado da minha loucurinha do dia kkkkk. Bjus e até a próxima.


Confiram os personagens das outras participantes:
4sphyxi4
Conexão Lunar
Eccentric Beauty
Janela Singular
Relíquias da Lara
This is My World


 (Links adicionados de acordo com atualizações)


quinta-feira, 10 de março de 2016

Abstinência de Morte



Mente vazia, mãos frias, rosto molhado...
Nada como a sensação da morte perto dos meus dias mais mórbidos
meus sentimentos, sofrimentos constantes que de alguma forma mata a minha solidão
Perfeição que seus abraços me mostraram ao longo dos dias, que sem eles
a abstinência de uma sensação pode matar aos poucos,
como um vício em uma droga extrema
que me dilacerou por dentro e me fez implorar por mais

Um monstro que vaga pela escuridão enquanto a luz da manhã apodrece a alma
sem o merecimento de satisfação de suas vontades
mas que ainda assim são saciadas com verdadeiro vigor que a vida traz consigo.
Uma coisa que só mereceu a morte por muito tempo
mas que encontrou um motivo pra continuar a lutar
mesmo vendo no espelho sua deformidade
seus mistérios escondidos em seus olhos, todos espalhados em seu reflexo
prestes a serem enfrentados cara a cara.
Uma batalha que nunca tivera um fim, enquanto a verdadeira morte não chegar.

Ainda respirando bem, mas esperando com ansiedade pelo ultimo beijo, o eterno
o que acabará com toda a abstinência, toda a dor que molha o meu rosto
que enxarca a repugnância da forma mais sublime que o corpo pode trazer a tona.
Um sacramento a pregar a penitencia da pecadora eterna a ser queimada nas chamas da eterna crueldade.
O desinteresse machuca tanto quando aquela droga que me foi oferecida
e agora aparenta ter se esgotado.
Assim poucos minha dor vai de encontro ao fim!
Mente vazia, mãos frias, rosto molhado... mentiras a serem sussurradas
e assim a ultima dose de seus abraços foi injetada...
e assim me perdi nos braços da morte.

Por: Antonielle † Lady Dark

terça-feira, 8 de março de 2016

Industrial Gothic † Gótico Industrial



Olá minhas Ladys e Lords, hoje tem mais uma postagem sobre os sub-estilos da Subcultura e hoje vou falar sobre o Industrial, por que descobri coisas que eu neeem imaginava e resolvi compartilhar com vocês.



Inicialmente eram conhecidos como cabeças de prego e até chegam a rejeitar a subcultura, contudo mesmo rejeitando a ligação, um tanto militarizada, é evidente, pelas roupas, as letras de boa parte das músicas, que remetem a cenários de horror, o som eletrônico um tanto futurista e louco pouco parecido com o Cyber Gótico. Muitos se inspiram em cenários e o estilo Matrix, outros preferem um estilo mais Guerra Civil futurista, usando muito couro, boinas com uma pegada militar e uniformes nada convencionais, mas tudo muito ligado ao aspecto PLANETA TERRA NUM FUTURO EXTREMAMENTE DECADENTE.

O pessoal do Site Spectrum Gothic fez um levantamento mais detalhado do surgimento do estilo industrial na Subcultura. O texto abaixo...


O termo Industrial teria sido sugerido pelo músico e performer Monte Cazazza: "música industrial para pessoas industriais". A idéia era uma "não-música" que satirizasse o mundo industrializado. Influenciados por experiências feitas na música erudita experimental ao longo do século XX, um dos resultados foi o Industrial que surgiu em meados dos anos 70, sendo a banda Throbbing Gristle considerada uma de suas criadoras (ao lado de Monte Cazazza). Industrial constituía em buscar fazer algo musical sem melodia ou mesmo sem instrumentos, usando de objetos cotidianos e/ou industrializados. As sonoridades podiam tanto ser extremamente delicadas como totalmente perturbadoras e agressivas.

Throbbing Gristle
Em 1980, surge um dos ícones do industrial, a banda alemã Einsturzende Neubauten. Com o tempo, bandas vão mesclando o estilo com outros, e surge o Industrial-Rock, como o caso da banda Nine Inch Nails, que ainda guarda bastante ligação com o estilo original.
Mais recentemente, ao longo dos anos 90, se popularizou um estilo chamado Industrial, com muitos elementos de Metal, mas que não tem mais quase nada da experimentação do Industrial original. Mas ainda podemos encontrar bandas que fazem hoje um som Industrial mais tradicional.




Outras bandas básicas do estilo original, também importantes para EBM e Synth: Cabaret Voltaire e Clock DVA. Originalmente Influenciados pela música experimental de eruditos como Stockenhausen, hoje é difícil imaginar, mas as raízes do experimentalismo do Industrial influenciaram também as inovações do Rap e do Hip-Hop original. Quando em 1982 África Banbaata "sampleia" o Kraftwerk e inventa o Electro, (em Planet Rock) é apenas o círculo da história que se fecha.

(
Spectrum Gothic)




Hoje uma das bandas que mais faz sucesso pelo mundo é Blutengel, que em algumas músicas trás o lado mais sangrento e vampiríco, com a batida mais eletrônica, baladas, faixas acústicas, violas, onde Chris Phol, vocalista, se mostra com uma voz incrível, no entanto a banda está mais voltada ao EBM e o Gótico Eletronico do que pro industrial encontrado no som de Terminal Choice, onde Chris também canta, mas ainda assim é de um sucesso inegável. A fofa da Loretta que diga, já que ela fez uma entrevista muito legal com o Chris sobre Blutengel e me ajudou com dúvidas sobre a banda pois também me confundia, não sou de ferro! Podem conferir AQUI a entrevista.

Bom gente é isso, espero que tenham gostado de saber um pouco mais sobre esse estilo, por que eu gostei de ter pesquisado, pois também não sabia tanto sobre esse sub-estilo! Beijos e até o próximo post!